segunda-feira, agosto 27, 2007

UM TOQUE TUNAMELICHENSE EM DUBLIN!

RAFAELITOLINDO em pleno aeroporto de DUBLIN, já de pau... parado ...de finanças, tocando "CASU", exibindo seu dedo mindinho arqueado!
Clarinha nem queria acreditar no que os seus olhos estavam vendo!
A bondosa e condoída irlandesa, perguntando em linguagem que eu CASU alisticamente percebi, como foi possivel meu mindinho ficar assim!
Perante minha resposta CASU...al, emocionou-se e deixou cair no chão uma nota de 100 euros!!!!!!!

domingo, agosto 26, 2007

Esta Malta, quando se apanha fora do país, ai, ai...


Em Outubro de 2005, na deslocação do Coiso a Malta, uniram-se pelo sagrado sacramento da dormida duas famílias nobres no mesmo quarto do hotel - o 124 - de que resultou a linhagem dos Carvalho e Silva, com dois belos rebentos que dormiram juntos.
Se foi assim em Malta, o que terá sido na Irlanda? Esperemos pelas notícias...

E a propósito, lembram-se da viagem de regresso da ilha de Gozo para Malta, no ferry boat (em inglês, bote de ferro)? Eram umas seis da matina e a Tuna Meliches tocou e cantou para a Malta (lá está) que ia para o trabalho, incluindo este grupo de carteiros que aceitou ficar na fotografia. Um belo momento, este.


Também terá havido Gozo na Irlanda?!...

sábado, agosto 25, 2007

Já visitaram as casas novas da Mad e do Nikonman?


Aliciante Praça!

A Mad optou, para o Aliciante, pela frescura da menta e o verde... da Irlanda?!
O Nikonman escolheu uma apresentação mais institucional, com toques de azul, para a Praça da República.
Em ambos os blogs respira-se bom gosto e, para mim o mais importante, cruzam-se afectos que sabem pela vida.
O endereço internet da Praça - http://www.pracadarepublicaembeja.net/ - ainda está muito longe do que seria o endereço do Coiso, se existisse:
http://www.grupodedancascomcedilhaecantaresdo (ops! temos que mudar de linha)
(e continuaria) centrodedesportoculturaerecreiodoscttdecoimbra.com
E isto consegue-se assim curto se mantivermos a sigla CTT em vez do seu significado original: correiostelegrafoscomacentoagudonosegundoeetelefones

Enquanto não sabemos novidades da Irlanda... (demora muito?)

... a Pine Tree Pimba Folk Band* «Live at the Wedding of Telmo and Tiaga», com o seu «Arre Burra», aparece nesta lista de música pimba (vá-se lá saber porquê).
A fama aguarda-nos!

*basicamente, a Tuna Meliches com o Zé Pinheiro como "lead vocalist".

domingo, agosto 19, 2007

Artes Marciais e Música


Japão não é só artes marciais mas também música e bem tocada
senão ouçam o sr. do violino... é simplesmente maravilhoso.

sexta-feira, agosto 17, 2007

Irlandesas:precatem-se!

Estes machos latinos, com dedinhos e sem xuxu...
...Mesmo sem o dono do Nabale...
...e tenham elas 70 anos, mas com um corpinho de 69...
...não deixarão de lhes dar, pelo menos, algumas alegrias e... música! - para não falar de que vamos reforçados com o Pa_rRata.

*Até um dia destes - vou recuperar do(s) meu(s) ânus e dar uso à prendas("Bem haja"a quem mas deu).

quarta-feira, agosto 15, 2007

Recordar é viver... lá lá láááááá

Grupo Danças e Cantares
CDCR de Coimbra
Almoço Convívio - Natal de 2003
Restaurante "A Batina"

Ementa:
. Entradas (o restaurante tem duas portas)
. Sopa de legumes (couve de repolho... para encher o olho)
. Chanfana "à moda do perdoa-me PM"
Nota: para os que não apreciam chanfana "à perdoa-me PM", há chanfana "normal".
. Espetadas mistas (isto é, para homens e mulheres)
. Polvo à lagareiro (bom azeite... esperamos que não haja acidez de ninguém...)
. Sobremesa: salada de frutas ou pudim caseiro (feito dentro de casa)
. Bolo-PM (neste almoço PM = Rei)
. Filhoses, não de água mas de abóbora (poucas)
. Vinho tinto e branco, sumos e águas (para as verter há os WC)
. Whisky de 15... meses

Boa disposição e um Bom Natal e Feliz Ano Novo!

Coimbra, 13/12/2003

"Outras Contradições
Donde veio a inspiração?
Surgiu da televisão.
«Perdoa-me»

Realmente, nesta vida
tudo são contradições!
Entre a virtude e o defeito,
realidade e utopia
balança, da noite para o dia,
da causa para o efeito.

Há os que, na agitação da calma,
desnudam o corpo e a alma!

Num ritmo desacertado
o homem das Neves afina,
batendo, em oblíquo,
um compasso marcado...
Vai dizendo aos seus botões:
- Eu tenho, cá para mim,
que nem sempre foi assim!

A gentileza do sonho
fumega em caçoila preta
dançando sempre a rodar,
até que chega o momento
do regresso, para ficar.

Euforia de Verão
Setembro de melancolia!
Levantam-se ventos sagrados
para as bandas da Mouraria.

Há quem fuja à regência
duma tocata perfeita,
dos arranjos e desarranjos
de artista iluminado.
- Não e não, nem pensar,
antes fazer o mestrado!

De uma forma subtil
a Moura desencantada,
segura, no seu recato,
lá caminha solitária
atravessando esse hiato.

Volta amigo, vem ao centro,
regressa à nossa beira.
Estamos cheios do vazio
da cena sem brincadeira,
é essa a tua maneira!

Já ouço um cavaquinho
matizado de mil sons
que vem anunciar,
em tom de forte carinho:
Vamos lá continuar!

Coimbra, 13-12-2003
Celeste Rafael"

A amizade é uma coisa muito - mesmo muito - bonita!

terça-feira, agosto 14, 2007

"Questão Menor"


Muitas ausências notadas, embora, que diabo, também não se tratava de nenhuma final de Futebol.

E o receio de encontrar algum Sansão "Rodrigues"... por causa da Dalila poderia originar um telegrama semelhante, mas quem sabe se... no próximo centenário...

Enfim, uma questão menor.
*Em conversa com um Rocha Amigo concluímos que ao nosso 1º Atleta,Luís Vaz, duas vezes para-olímpico na prova de natação (a nadar sem uma vista e só com uma mão - a outra segurava o lusíado contrato colectivo) acontecer-lhe-ia o mesmo, por mais "cantos" que cantasse, se se estivesse no seu 1º Centenário.

Memorial...

...de um "semeador de cada hora da vida" que, conforme citaram " só presto para ser livre":


.Manuel Alegre (foto Diário de Coimbra) presente na inauguração do Memorial, situou Miguel Torga, que "...olhando as águas do Mondego, ouvia consoantes e vogais, ouvia o bater da terra e o ritmo do mar..."

*Eu, apenas cidadão e eleitor estive lá!

segunda-feira, agosto 13, 2007

domingo, agosto 12, 2007

Tocata do Coiso ao vivo - nas ruas do Funchal? 1996


Fanhoso e Surdo, aprendam actividades alternativas

Violino Hip Hop - Paul Dateh e Inka One

E_tapas as Senhoras da Graça?

No sábado a etapa da Volta a Portugal terminou no cimo (salvo seja) da Senhora...da Graça (não,não és tu, Jovem Aposentada).E estas atletas, cheias de graças sem (e)tapas!...

Futura "camisola" amarela ou "tronca-amarela"?
*Por favor, tirem-lhe o selim para ela se poder - repito, se poder - sentar.
Obrigado e bom domingo cheio de graças (mesmo com (e)tapas).

sexta-feira, agosto 10, 2007

Bifas à Mata7.

A Matahary afinal sabe cozinhar! Apreciem estes "Bifas de Albufeira" com "Os Azeitonas"que ela confeccionou:, ">

*E as nossas interpretações de Marilús, Marcos & Heidi(com o seu terrível "abuelito diz-me tu") também dariam uns belos cuz_inhados...para já de Sãodades.

quinta-feira, agosto 09, 2007

Uma outra Rosa - São Veiga!

Eu já conhecia, da "minha caixinha de memórias.." e do humor que de vez em quando, esta São transmite à outra São,sua"prima" Rosas.Mas no domingo passado, o Diário de Coimbra(nunca mais direi "o Calinas")publicou uma reportagem sobre ELA,e "imbejoso" que sou,não resisti também a transcrever alguns excertos da página www.saoveiga.com, pedindo desculpa se me quiserem dar, com dizem nos meus lados, algum "encherto de porrada", pelo abuso.

"ELA, que sou eu, é Esclerose Lateral Amiotrófica (ALS em inglês) e não me inventem outras doenças! Esta é só minha e, para meu grande orgulho, é a chamada ‘doença do Zeca Afonso’! Se se informarem, saberão que, científica e estatisticamente o meu prazo de validade já passou, o que me deixa muito feliz…porque no final do jogo ainda tenho uma vida de bónus! Fixe!"
............
"...Como os músculos ‘intercosteletais’ se esqueceram para o que servem e não me ajudam a expandir a caixa torácica para respirar, tenho sempre a sensação de que tenho uma placa de betão em cima do peito. Por isso, tenho a respiração assistida, 24h/dia, por uma máquina que parece uma tostadeira, que não é mais que um compressor de ar (não é oxigénio!) e faz o mesmo que uma bomba de encher pneus, um respirador boca-a-boca eléctrico ou uns pulmões portáteis. Agora, já ninguém me vê sem uma máscara e um tubo, uma bateria com autonomia para 2 horas (caso falhe a electricidade) e uma máquina ao colo, estranhamente chamada Eclipse. Quando passeio por aí, pelo país, ligo-me aos isqueiros dos carros em viagem (que o meu amigo Meireles deu-me a ideia de investir num conversor 220w/12w) e, nos cafés, no cinema, no teatro, ao ar livre, há sempre uma ficha eléctrica por perto e ninguém me recusa um pouco de electricidade, às vezes pensando que é prós Apanhados! Claro que, sobre estes passeios, tenho histórias loucas e aventuras hilariantes, que davam para escrever um livro. Isto só a mim! Porque não fico eu quietinha, a rezar tercinhos, imobilizadinha, numa caminha? Porque os meus amigos e famelga não me deixam e eu, por eles, faço tudo…"
"É que tratar de mim não é nada fácil. Só quem me ame muito, muito! Apesar de controlar as minhas necessidades básicas, preciso que me alimentem, vistam, lavem e me levem à sanita. Sou como uma marioneta, mas mais pesada. Durante a noite, quem dorme comigo, tem de acordar de duas em duas horas para me virar, para restabelecer circulações. Também gosto que me leiam tudo e me ajudem a arrumar fotos, recordações, papeladas, correspondência. Pago é muito mal! Só tenho amor, sorrisos e palavras para dar. Felizmente, com a ajuda de muitos, muitos, não me sinto tão pesada para ninguém! Ultimamente, já dormi com tanta gente, que até parece coisa má. A isto se chama promiscuidade, mas qualquer um se pode oferecer, como voluntário. Nunca fui de esquisitices. A famelga e os amigos agradecem sempre!"
.....................................................
"6 – Como acumulei tudo isto com uma solidão imensa e uma falha de energia, do tipo black out, e sobrevivi com umas pilhas marca Lidl – Family&Friends;

Mudei-me para casa da única pessoa que eu conheço que já não trabalha, nem estuda e que, pelo menos, diz que me ama: a minha mãe!"
.............................
"...necessidade vital: comunicar e estar com os outros (com a ajuda das novas tecnologias, das quais sou super fã). É que, graças à tenacidade do meu amigo Nuno Conde Afonso e da minha irmã Zári (que, vivendo em Lisboa, queriam muito conversar e estar comigo) e a um trabalho árduo de investigação na Internet, consegui comprar, por mail, em Barcelona, este aparelho informático -SmartNAV- que me permite controlar todas funções do computador só com o movimento da cabeça. Custou-me 40 contos. Em Portugal, um aparelho igual custa 70 contos e, um hardware similar, senão igual – Tracker Pro- foi-me orçamentado e impingido por um Técnico de Saúde por 300 contos, mas acompanhado da oferta sensacional de um software – GRID -, no valor de 30 contos, uma fantástica oferta da PT Comunicações no seu meritório Programa de Apoio aos Deficientes Motores, mas se o deficiente (mental) pagar, sem direito a apoios estatais, os tais 300 contos. Não, não inclui um computador! Entenderam? Eu também não! A PT, o Estado, Instituições de Saúde e a ANDITEC Portugal, import, têm um negócio que me cheirou tão mal, tão mal…que dei muitas, e boas gargalhadas queirosianas. Também dei 5 contos ao “Técnico-Terapeuta-Especialista-Conselheiro”, que me vai devolver o money, seguramente…"

" E é, assim, aqui vos estou a escrever, às cabeçadas, com o teclado no ecrã do XP Profissional. No Messenger, onde estou sempre online, a minha foto devia ser uma caracola. Mas, letra a letra, vou respondendo a todos. Desculpem, mas alguns de vocês exigem muita energia que por vezes não tenho. Além de que a minha correspondência já anda com um atraso de um ano. Mas cá a tartaruga, no mundo da fantasia, há-de ganhar esta corrida!

Não sei o que vocês querem saber mais… Têm que perguntar! Fisicamente, sinto-me muito bem, não tenho nenhuma dor, tenho sensibilidade em todo o corpo, tenho apetites, durmo muito, e bem, e acordo e adormeço com facilidade. Emocionalmente, por vezes, vou-me abaixo, mas é mais tensão pré-menstrual, ou pós-menstrual, ou pré-ovulatória, ou pós-qualquer outra fase das mulheres em geral.

A tristeza também me invade porque, quem me conhece bem, sabe que o que me move neste mundo e que ocupa o primeiro lugar nas minhas prioridades, é o meu amor, (que me leva a passear, de 15 em 15 dias, quando tira um tempinho para mim, na sua agenda cheia de voluntariedades). É que, para viver mais juntinho a ele, eu seria capaz de lavar escadas, trabalhar nas obras, ou guardar patos. Como não tenho bracinhos, nem perninhas, e não posso mandar ninguém fazer isso por mim, fico deprimida, choro, lembro-me que é a emoção que me mata (vd. António Damásio) e tomo Prozac, para só chorar uma meia horita por semana. E é a única droga que tomo! A minha doença não tem tratamento conhecido e, por isso, não vale a pena sugerirem coisas, que vêem na net, que eu sou fantástica demais para ser reduzida a cobaia. Além de que, realmente, não ligo pêvas à doença. Adapto-me e, tal como vocês todos, tenho tanta ralação, que até me esqueço d’ELA. E já me vi na bizarra situação de consolar pessoas tristes à minha beira e dar-lhes a energia que não tenho. Foda-se!"
..................................
"À laia de final rosa, só posso dizer que me sinto muito feliz, porque todos os que amo estão mais felizes que há algum tempo atrás!
Agora, vou-me! Mas não percam os próximos episódios desta emocionante novela:
- Como me diverti a escrever o meu testamento, e o seu conteúdo
- Como o amor, a liberdade e comunicar é que me dão saúde
- Como gostaria de ser eutanasiada, mas só quando estivesse mesmo, mesmo, a morrer

PS - Mil perdões, mas nem todos vocês vão poder ver estes episódios. São só destinados aos possuidores de Power Box e Cabo com ligação directa ao meu coração.

Um AbraSão"

quarta-feira, agosto 08, 2007

O pénis milenar é do Katano

Já visitaram o Blog do Katano? É do «nosso» David Caetano, que nos aturou com garbo e pundonor na parte (mais) cultural do 7º Encontra-a-Funda.
Passados uns dias, ele escreveu lá isto sobre o Encontro:
O 7º Encontro FundaSão: São Rosas EnTerra Natal.
Vão lá, comentem e digam que se vêm da minha parte.

segunda-feira, agosto 06, 2007

domingo, agosto 05, 2007

Festival do Amor


O Festival do Amor volta a Beja, em Setembro. Durante três dias, e à semelhança do que aconteceu em 2005, abraça o amor nas suas mais variadas vertentes. E há de tudo.
O coração do evento situa-se na Praça da República, onde será possível passar pelas barraquinhas de beijos, tasquinhas com petiscos afrodisíacos e doces conventuais, que são um autêntico pecado, pontos de venda de livros e de discos relacionados com o amor e serviços de astrologia e cartomancia.
A par do mercado e da animação de rua, onde irão surgir personagens do imaginário colectivo alusivos ao amor, a segunda edição do festival, promovido pela Região de Turismo da Planície Dourada, conta ainda com workshops de artes orientais, leitura e escrita criativa, espectáculos de dança do ventre, teatro com a peça «As Vampiras Lésbicas de Sodoma» e «É por Aqui», música «Rouxinol Faduncho», e «Adi Cudz», um show Transformista. Há ainda exposições de fotografia e artes plásticas, colóquios, leitura de poemas sobre... o amor, claro, um baile, uma festa afrodisíaca no Castelo de Beja e lançamentos de livros, dois dos quais concebidos para o próprio evento.

in Portugal Diário

A página do evento não tem estado disponível.

E nós não vamos lá?!...

Em dia do senhor...domingo.

Aguardando alguma graça do senhor...Car(v)alho!?

quinta-feira, agosto 02, 2007

«12 Horas 12 Bandas» na FNAC

"Para assinalar o Dia Mundial da Música, que se celebra dia 1 de Outubro, a Fnac organiza pela primeira vez em Coimbra um evento que inclui a actuação de 12 bandas em apenas 12 horas.As inscrições e o regulamento oficial estão disponíveis a partir de 6 de Agosto. Intitulada 12 horas - 12 bandas, a iniciativa destina-se a novos projectos de música portuguesa de vários géneros. Do Rock ao Jazz, da Pop à Clássica, do Tradicional ao Experimental, todas as propostas são válidas desde que apresentadas em formato acústico. O evento tem início às 12h00 e termina às 24h do dia 1 de Outubro de 2007, no Fórum Fnac Coimbra. Os interessados em participar deverão entregar as suas maquetes em formato CD, entre 6 e 31 de Agosto numa das dez lojas Fnac. O regulamento encontra-se disponível nos balcões da recepção das lojas e no endereço www.fnac.pt.
Cumprimentos,
João Vaz Silva
Dpto. Comunicação
Fnac Forum Coimbra"


Que pena a Tuna Meliches não poder participar, dado o seu género musical ser pósneomodernista. Mas isto poderia ser uma bela oportunidade para... o Coiso!

Tanto tempo em digressão?

Que será feito do "Duo KaratecaPito"?Estarão, como o Trio Surdo, Perneta & Fanhoso, em greve de "Sandes" bloguísticas?
**Bom, o Perneta já começa a manifestar-se...mas aquela "acústica" nas mãos do Orange-karateco...