sábado, setembro 22, 2007

Xaile na FNAC de Coimbra - pertinho do sétimo céu

Já vos tinha aqui falado do grupo Xaile e do seu primeiro CD.
Ontem tivemos a oportunidade de os ver ao vivo na FNAC de Coimbra.
Já há muito que não ouvia música de raiz popular portuguesa que me atraísse desta maneira. Mais propriamente, desde o tempo em que os Trovante acabaram. Para que conste, devo ter assistido a mais de dez concertos dos Trovante, ao longo da sua existência. E o espectáculo de reencontro a 12 de Maio de 1999 no Pavilhão Atlântico, em que também estive, ainda me deixou com mais pena por saber que, daí em diante, só os ouviria nos seus discos (tenho-os todos).
Pois os Xaile têm a alma e criam a empatia que nos faltava para animar as nossas existências. E, para que conste na acta, a Bia, a Marie e a Lília têm uma fotogenia incomparavelmente superior ao Luis Represas, João Gil e companhia. O que não é despiciendo (palavra bonita, seja lá o que for que queira dizer).
Mas passemos então à crónica do evento:


A Margarida ficou admiradíssima com as silhuetas que faziam testes de som no palco...



...e a Celeste até ficou curiosa por saber onde elas arranjariam roupa que não lhes caísse.



O gajedo novo também esperava pelo início do espectáculo.



A minha filha Joana merece um aplauso especial por esta foto da Lília quando tocava harpa. Não acham? A harpa é lindíssima... cóf... cóf... cóf... e isto não tem nada a ver com a Harpia da mitologia (monstro fabuloso com cabeça de mulher e corpo de abutre).



E a tatuagem (temporária) da Lília? Quem não reparou na tatuagem ponha o.... dedo no ar. Eu disse o dedo!



A Bia deixou-nos intimidados com aquele... coiso. Principalmente a mim, que sou tão tímido.



A Marie. Houve quem destacasse o seu quarto minguante, o Mário Rui ficou embevecido com o seu cabelo... e toda a gente destacou o seu olhar e a sua expressividade.



Eu, além de tudo o resto, apreciei até à medula aquele fio dental... ai, ai...



As pequenas falhas que se notavam davam ainda mais calor humano - como se tal fosse ainda possível - ao espectáculo.



No final transmiti a minha admiração aos músicos, que conseguem tocar concentrados, sem falhas, com aquelas... situações. É o caso do Johnny, um virtuoso da viola acústica e um dos compositores do grupo...



... e do Rufi, mestre do acordeão e compositor, com o Johnny, das pérolas dos Xaile. Reparem como ele consegue concentrar o olhar no sintetizador. Diz ele que "são muitos ensaios". O Rafaelitolindo inveja-os: "Pois, assim ninguém falta aos ensaios".



Na percussão, o Sebastian Scheriff estava tão discreto por trás da Bia (salvo seja) que a melhor foto que tenho dele é esta. Sim, sim, a mãozinha lá atrás é dele. Esta foto consegue captar toda a sua fotogenia.



O final do espectáculo, em que a Bia, a Lília e a Marie se sentaram no palco, como gesto de solidariedade por mim e pelo gajedo novo, que estávamos sentados no chão.



O Mário Rui foi a correr comprar o CD para que o autografassem. Pediu-me para ir com ele e explicar-lhes que é... mudo. Foi o que fiz.
Eu - Olá, Lília. Vocês importam-se de autografar este CD para o meu amigo, que é tímido e mudo?
Lília - Claro. Concerteza!
Dei-lhe a capa do CD e uma caneta. Ela perguntou-me, com ar condoído pela deficiência do Mário Rui:
- Como se chama o seu amigo?
E o desgraçado nem me deu tempo e respondeu de imediato:
- Mário Rui!


A Marie também levou com a mesma conversa, mas como não tenho jeito nenhum para estas coisas, escangalho-me a rir e estrago tudo...



E a Marie também autografou o CD do mudo-falante. Aliás, como a Bia, o Johnny, o Rufi e o Sebastian Scheriff. E eu que já tinha o CD em casa há várias semanas...



Antes de eu oferecer a todos uma rodada de cerveja (só a Lília preferiu um sumo de laranja natural, por não haver traçados), a Lília, a Marie e a Bia tiraram uma foto com as nossas filhotas.

Foi uma noite memorável. Bem hajam, Xaile.
E, para mais tarde recordarmos, aqui fica um pequeno excerto em video da actuação:

31 comentários:

  1. Pois.. eu era mudo... até conhecer aquelas "xailinhas"... Elas fazem milagres, pá!! Elas fazem milagres!!...
    ... Não me contive!
    Mário Rui

    ResponderEliminar
  2. Calculo...! O milagre deu-se...ou foi à mão?

    ResponderEliminar
  3. Boa tirada, Rafael!
    Hahahahahahahahah

    ResponderEliminar
  4. Tu cala-te, Rafael, que de todos eras o que se babava mais!

    ResponderEliminar
  5. Babar qual quê!
    Nem a tatuagem da lua em quarto minguante tão pélvicamente colocada, conseguio pô-lo em meio quartilho crescente...
    Agora o Mário Rui...bem esse como sabes joga hóquei em patins e como jogador que se presa o stik deve estar sempre pronto..., digo eu!
    O melhor é as "xailinas" não blogarem no tunameliches!!!
    Mas quem lhes deu o cartão, não fui eu, fôste tu...por isso aguenta!

    ResponderEliminar
  6. Já vi alguns concertos das Xaile, para mim são três belas vozes, com frescura e inovação, na actual Música Portuguesa, que têm tido sempre uma postura e um comportamento, em palco, que não merecem comentários tão incorretos!
    Fiquei a pensar, se isso é problema de nascença, ou da idade, mas mesmo com toda a boa vontade pense, que é brincadeira, é de muito mau gosto, mais ainda, quando vejo a ultima foto, com 4 meninas, tão bonitas ao lado das Xaile, não posso deixar de pensar....Se elas não fossem as vossas Filhotas, que comentários é que fariam.....TUNA MELICHES????

    ResponderEliminar
  7. As nossas filhotas também não estão nada mal, Gustavo.
    Tu é que confundes o que aqui escrevemos com desrespeito.
    E é muito feio fazeres ataques pessoais, como esses do "problema de nascença" ou "da idade".
    Os Xaile apostam na sensualidade e fazem muito bem. Nós adoramos essa abordagem e esta é a nossa forma de nos manifestarmos.
    Os nossos pais, que nos educaram, ficavam chocados quando viam umbigos à mostra. Nós achamos que o que é belo é para se ver.
    Agradeço-te a visita, mas se o que dizemos te choca tanto, tens bom remédio: a porta da internet é larguíssima!

    ResponderEliminar
  8. Ah! E se só vês nos Xaile três belas vozes, nós vemos muito mais: dois mestres da composição (Rafi e Johnny), também excelentes músicos, uma imagem de marca muito bem conseguida e um marketing muito acima da média nacional do sector.
    Mas, claro, ver estas coisas exige alguma educação... e a idade também ajuda...

    ResponderEliminar
  9. Pena não ter colocado uma foto da Marie a tocar flauta ou gaita de foles, seria bem mais interessante não?
    Mas fazer esta escolha de fotos também "exige alguma educação... e a idade também ajuda"

    ResponderEliminar
  10. Leio este blogue principalmente porque de Xaile fala.
    Pelo que observo, Xaile é um projecto que "mexe" com o Tuna Meliches.

    Parece-me que a intenção deste post não foi desrespeitar Xaile, o que penso é que quem o escreveu estava "danado para a brincadeira" e brincou com aspectos (pormenores) que, num espectáculo Xaile, nunca deles me apercebi.

    É certo que poderia ter abordado Xaile salientando a Arte que ele contém mas... felizmente, também me parece que aprecia Xaile pela sua essência (isto verifico nos posts que li, quer através de textos, fotos, vídeos...).

    ResponderEliminar
  11. Amigo? Gustavo:
    Aceito a sua critica, pois acredito que seja um purista puro, talvez daqueles que batem muitas vezes com a mão no peito...
    Mas devo dizer que o blog Tunameliches é por natureza um blog brincalhão, nunca estando na mente de quem posta alguns comentários um pouco mais picantes, ofender seja quem fôr.
    Eu próprio já estive nessa situação e não me cairam os parentes na lama...!
    Se as magnificas cantores e seus instrumentistas, se sentirem de algum modo ofendidas pelo que maliciosamente escrevi, peço desculpa e se necessário apago, a seu pedido o comentário!
    Mas deixe-me dizer-lhe que na noite do espectáculo na FAC, já bem de madrugada, publiquei umas fotos( de fraca qualidade, mas quis ser o primeiro a fazê-lo, para demonstrar a minha admiração pelo Grupo Xaile, pela sua grande qualidade!
    A postagem intitula-se "Xaile ao Vivo e Bem mexidinho na FNAC"
    Gosto de apreciar boa música...mas também gosto de brincar, sem ofender:
    Qunto à idade, parece-me que o SENHOR GUSTAVO deve ter mais idade do que eu, senão na idade real, mas de certeza nas ideias um pouco a cheirar a bafio!!!

    ResponderEliminar
  12. Mena, é mesmo isso. Admiro e respeito o grupo Xaile, como qualquer pessoa sem preconceitos pode constatar. Aliás, fiz questão de o transmitir aos elementos do grupo no final do espectáculo da FNAC.
    Nos comentários, não vejo qualquer ofensa a alguém. Mas, como diz o Rafaelitolindo, se algum dos elementos do Xaile se sentir ofendido com algum comentário ou foto, é só dizer que retiramos o comentário e/ou a foto de imediato.
    Agora, alguém arvorar-se em vidrinho chocado e fazer contra nós insinuações pessoais, está mal...

    ResponderEliminar
  13. Voltei a ler do principio ao fim, tudo o que escrevem sobre Xaile,(podia ser que estivesse errado e quando erro peço desculpa)mas confirmei que nos indicam outras páginas aonde aí sim, se "fala" da qualidade deste novo projecto Xaile!
    Por palavras vossas, não li nada que sobre as músicas de Xaile, da autoria de RUFI ou das letras das canções de JJ GALVÃO nem do belissimo conjunto das três VOZES!
    Não fiquem chocados, não é desrespeito, nem ataque pessoal,"problemas de nascença" é o que há mais por aí...Falta de principios, de educação de valores, que com a idade refina, será que sou eu que estou a confundir?
    O que eu vejo em Xaile é uma grande aposta na música tradicional Portuguesa, de Qualidade, com novas sonoridades, ao jeito do século XXI...Basta ouvir as entrevista nas rádios, e ler algumas revista, para ficar a saber, a verdade e a alma, com que estão neste projecto.
    Sensualidade....Têm montões, carradas, impossivel ficar indiferente, eu também gosto de ver o que é belo, as xaile tiveram o bom gosto de fazer, de criar uma bela "Moldura" para uma grande "Pintura" mas para mim respeito não é de certeza, o que está comentado naquelas fotos, mas cada um tem o direito de se manifestar como quer e como sabe!
    Vou Sair, mas foi com todo o respeito que aqui entrei no Tuna Meliches!

    ResponderEliminar
  14. Bem hajas pelo esclarecimento.
    E podes voltar sempre, que és bem vindo a este nosso cantinho.

    ResponderEliminar
  15. Creio que o Gustavo está muito dentro do assunto, tão dentro, mas tão dentro mesmo, que não consegue ver toda a dimensão do assunto. A isto, talvez se pudesse chamar visão tubular. Dificilmente terá o prazer de uma visão periférica.

    Ainda se vai tento liberdade de expressão nos blogues, e cada um escreve o que bem entender, a não ser, como já disse o Mestre Moura, as pessoas visadas se sintam incomodadas.

    Como mulher, também aprecio a escolha da postura em palco das Xaile, são muito sensuais, muito bonitas, figuras que acompanham muito bem com a música, tornando-a, num todo, muito diferente do que fazem por aí; a música é diferente, o figurino também.
    Se falamos do aspecto, e não da música, é por que a partida, está garantida, da nossa parte, que a música é excelente e nada à apontar. Agora, fazer publicidade deste ou daquele autor da letra ou música, tenham santa paciência! Isso fica ao critério dos donos do blogue! Creio que é assim em todo o mundo.
    "Tuna Meliches - O Blog que faz as suas próprias sandes." E não as impostas ou aquelas que os outros gostariam de ver postadas.
    Será que só o nome da Tuna, não diz tudo?

    ResponderEliminar
  16. Arre fêmea! Grande e saborosa sandes!

    ;-)

    ResponderEliminar
  17. É encorajante, fortificante, tonificante, não minguante...Matahary...ante falando...
    Como eu GUSTAVA que outros compeendessem a Tuna Meliches!!!!, que tal como A Gabriela dirá sempre:
    "Eu sou assim, eu nasci assim...!"
    T U N A M E L I C H E S!
    Experimentem com a raspectiva música. Fica lindo!!!

    ResponderEliminar
  18. Aristides24/9/07 16:13

    E nós a ver o mar!!!os continentes!!!! o a dimensão do ciber espaço no mundo global.Será que todos gostariam de ver algum vossos familiares retratado desta forma??? que dizer da miuda de olhos esbogalhados e de lingua de fora???

    Ah!!! e depois há tarados, pedófilos, e coisinhas afins que gostam de se meter com as filhas dos outros.
    Haja Senso.

    ResponderEliminar
  19. Amigos... Rafael, Paulo Moura, São Rosas, permitam-me que os trate assim, tenho que confessar, que o picante não é o meu forte (Deve ser de nascença, sempre me fez mal ao estômago, e com a idade pior) comentar fotos de rara beleza, só pode ser com doçura...E vocês também sabem disso...

    Aqui vai um abraço, mas cuidado com o picante, para a próxima...
    TUNA MELICHES

    ResponderEliminar
  20. Se todos gostassem de picante, os restaurantes indianos seriam aos magotes!
    Agora... é impressão minha ou tenho que arredar porque o Aristides vai doido?!

    ResponderEliminar
  21. "Quer eu queira Quer Não" Gostei muito das fotografias e como diz a Mena "danado prá brincadeira"
    Xaile na canção, dizem, haja sempre dignidade, e HAJA SAÚDE!

    ResponderEliminar
  22. Não me quero meter nisto, mas agora cuidado que este Aristides é perigoso!
    Cuidem-se!

    ResponderEliminar
  23. Desde quando a sensualidade foi o drama da espécie humana? Cada pessoa vê aquilo que quer e "o porco só vê lama". Caro Aristides, desde quando uma criança a deitar a língua de fora numa foto tirada por um familiar justifica uma tirada de ameaça de pedofilia, rapto ou quejandos? Uma mulher bonita na rua, com roupa vistosa justifica que seja assediada ou pior? Haja dignidade...
    Parece-me que, pela primeira vez, alguém perverso visitou este blog.
    "Dizê-lo era já meio caminho para o fazer" - John Steinbeck -, por isso muito cuidado com o que se diz...

    ResponderEliminar
  24. Na próxima quem põe, pelo menos a língua, de fora sou eu!Conto contigo, Òristides ( por acaso Aristides até é um nome bonito, embora de rima difícil) para me defenderes, pois eu também corro/faço riscos.

    ResponderEliminar
  25. Ó Carlos, olha se nos tivéssemos lembrado do mesmo que no autocarro para Caria...

    ResponderEliminar
  26. celestelinda25/9/07 15:18

    Há uns amores-perfeitos, de cara marota e olhos lindos, que estarão intrigados a apreciar estas guerras de hortelã e erva-cidreira tal como eu!

    PS- Sei que há mais Marias na Terra mas, celestelinda só esta.

    ResponderEliminar
  27. Olhos lindos, olhos lindos...
    Será o Aristides?!

    ResponderEliminar
  28. com tanta sandes, já bebia uma seven-up.

    ResponderEliminar
  29. foscamonio25/9/07 21:23

    O Aristides, é o de Sousa Mendes? que salvou milhares de judeus?

    ResponderEliminar
  30. Queres ver que para nos safarmos os homens deste blog têm que se circuncidar?!...

    ResponderEliminar